Indicador que mede a intenção de consumo das famílias gaúchas cresce 22,7% em outubro

2015-04-10_190211
Índices de 2017 são melhores indicadores do que de 2016

Assim como no mês passado, outubro repete o cenário de melhora generalizada na Intenção de Consumo das Famílias (ICF) no Rio Grande do Sul, conforme pesquisa divulgada na quinta-feira (26) pela Fecomércio-RS. O indicador registrou uma alta de 22,7% sobre o mesmo período do ano passado, chegando a 74,9 pontos.
Mesmo considerando a fraca base de comparação de 2016, os dados da pesquisa evidenciam um processo permanente de recuperação na intenção de consumo das famílias gaúchas.Os dados específicos sobre o mercado de trabalho confirmam esse cenário. O indicador que mede a situação do emprego permaneceu, em outubro, pelo nono mês consecutivo em nível otimista, registrando 109,3 pontos.
A alta sobre o mesmo mês de 2016 foi de 11,9%. Embora os saldos de geração líquida de emprego no Estado permaneçam negativos, a destruição de empregos perdeu o ritmo nos últimos meses. Em relação à situação de renda, o indicador mostrou alta de 7,2% sobre outubro/2016, atingindo 74,8 pontos.
O indicador referente ao nível de consumo atual marcou 51,6 pontos em outubro, com alta de 20,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado, puxado principalmente pela combinação de inflação e taxas de juros reduzidas.
O índice que mede a facilidade de acesso ao crédito cresceu 27,9%, chegando a 69,0 pontos. Mais uma vez se percebe que o aumento ocorre sobre uma base deprimida de 2016.