Em Bento Gonçalves, alta de interações volta a preocupar

2015-04-10_190211
Em Bento Gonçalves as internações, na UTI adulta, voltaram a subir nas últimas horas.

Ocupação de UTIs no Estado se mantém abaixo de 100%

Com 3.006 pacientes com diagnóstico positivo para o novo coronavírus internados em 3.383 leitos de terapia intensiva (UTIs), do Rio Grande do Sul na tarde desta sexta-feira (16), a lotação é de 83,2%. Esse é o 15º dia de ocupação geral abaixo de 100% em UTIs no Estado.

Apesar da queda, o painel do Estado apontou que quatro regiões de monitoramento da Covid ainda seguem com mais de 100% de ocupação em leitos de UTI públicos ou privados – Santa Cruz do Sul (118%), Uruguaiana (117%), Cachoeira do Sul (111%) e Palmeira das Missões (102%).

Em Bento Gonçalves, o Dashboard da Secretaria Estadual da Saúde aponta que as internações, na UTI adulta, voltaram a subir nas últimas horas. A taxa de ocupação de leitos UTI e SUS está 117,4%. Sete pessoas aguardam na fila de espera por um dos 45 leitos disponíveis. Já nos leitos SUS, quatro pacientes estão em fila de espera, para o total 23 vagas. Dos internados na UTI, 42,3% são pacientes Covid. Dos 73 leitos clínicos para atendimento Covid, 45 estão ocupados, dando uma taxa de ocupação de 61,6%. Dos 45 respiradores disponíveis, 30 estão ocupados, taxa de ocupação de 66,7%.

Em Santa Cruz do Sul, a taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto está em 103,1%. Já nos leitos clínicos, o percentual chegava a 109,6%, com 57 pessoas recebendo atendimento, para o total de 52 leitos. Na região, percebeu-se uma redução lenta em comparação com a semana anterior, de dois a três pacientes a menos no número de internações clínicas e de leitos de terapia intensiva. Para o médico intensivista e coordenador das UTIs do Hospital Santa Cruz e do Hospital Ana Nery, Rafael Foernges, as restrições de atividades e o distanciamento controlado impostos pelo governo do Estado contribuíram para diminuir a pressão no sistema, em comparação ao pico da doença.

No Hospital São Sebastião Mártir, em Venâncio Aires, a redução também foi significativa nos últimos dias. Na terça, a casa de saúde registrava taxa de ocupação de 100% na UTI e de 75% nas internações clínicas. Hoje a taxa de ocupação na UTI está 56,5% e 86,2 nos leitos clínicos.