Opinião da Gazeta

O gosto do poder

Na edição da última terça-feira a Gazeta denunciava o excesso de emendas dos vereadores ao Plano Diretor. Interesses particulares e políticos escancarados, somados à intenção de tirar o poder do Conselho Municipal de Planejamento Urbano, transformando-o em mero consultor, fez com que os vereadores exagerassem na dose provocando uma briga aberta. Depois de quase dois anos de discussão em cima do estudo da UFRGS, os representantes de várias entidades que

A ilusão do Plano Diretor

Neste momento em que Câmara Municipal está revisando Plano Diretor (PD) que foi apresentado pelo Complam, muita coisa pode ser discutida ainda. A começar pela própria utilidade dos planos diretores, já que na grande maioria das vezes tendem a servir apenas como uma cortina de fumaça tecnicista para escamotear as práticas de planejamento que servem exclusivamente aos interesses de alguns. Os “processos participativos” são muitas vezes puro jogo de cena,

Os estragos que faz uma má gestão

Por conta da não aprovação das contas públicas pelo TCE, muitas verbas conquistadas às duras penas nos Ministérios não puderam ser usadas. A prefeitura perdeu a certidão que habilitava movimentar contas de verbas, contrair empréstimos, etc e tal. Os estragos que estas gestões desastrosas (sim, tem mais três anos com número complicados que o Tribunal de Contas do estado nem chegou lá) fazem ao município, ainda vai levar muitos anos

Que venha 2018!

Neste mês de dezembro está sendo votado as regras e verbas do município para 2018. A audiência pública em que se apresentou a LOA (Lei Orçamentária Anual) durou apenas 40 minutos, para definir onde serão investidos R$ 480 milhões. Assim, como se fosse decidir qual será o investimento da Secretaria de Agricultura. Não que agricultura não seja importante, mas como ficou meses acéfala, e não tem orçamento mesmo, 40 minutos

É para ninguém entender mesmo

A Câmara de Vereadores vai discutir (?) em audiência pública na manhã desta sexta-feira (1º) o Projeto de Lei Ordinária nº 229/2017, que “estima a receita e fixa a despesa do município de Bento Gonçalves para o exercício de 2018”, mais conhecido como a proposição de Lei Orçamentária Anual (LOA). De autoria do Poder Executivo a LOA é um enigma até para vereadores mais experientes, pois, pela lei , 25%

Não deixe para o último dia, doe-se

Em tempos de crise econômica, ainda existe gente disposta a trabalhar em prol dos menos favorecidos. Bento Gonçalves é notória grupos de pessoas com espírito altruísta, dispostas a doarem tempo, conhecimento e ajuda material em todas as épocas do ano. O Centro Espírita Lar da Caridade é um dos exemplos mais atuantes auxiliando aos desvalidos. Diariamente cerca de 140 pessoas almoçam de forma gratuita na casa espírita, que acolhe cada

Responsabilidade civil

A questão sempre foi gestão falha e falta de foco nesta administração pública. A falta de experiência anterior em administrar de Guilherme Pasin, ou se quer de algum emprego real, não contando ser acomodado em algum gabinete político, está levando o município ladeira à baixo. Quando o “gestor do ano” se empenha para conseguir verba para um terminal de passageiros para um aeródromo que não tem um voo comercial há

Para o aeródromo sim, para creche não

Numa manobra desleal, a Secretaria Municipal de Educação está criando novas regras e inúmeras exigências para desestimular os pais a procurarem vagas em creces da cidade. De 2016 para este ano o número de documentos exigidos pela Secretaria Munciapl de Educação triplicou, fazendo com que pais carentes desistam por falta de dinheiro para conseguir todas as cópias exigidas. Inexplicavelmente os pais tem que levar documentação completa – certidões de nascimento

Rompantes e falta de projetos

A greve de mais de 70 dias dos professores do Estado quase não surtiu efeito no palácio Piratini, que continua parcelando salários. Quem está correndo atrás do prejuízo são os alunos, principalmente do terceiro ano do ensino médio, que não vão conseguir absorver todo o conteúdo antes das provas do vestibular. Dos mais de 40 professores que paralisaram em protesto ao parcelamento de seus salários, 12 ainda resistem entrar em

O Enem  encolhe

Neste último final de semana do Enem, ficou evidente preocupação e desânimo dos estudantes. Faltava pouco mais de uma hora para os portões fecharem e vagarosamente os candidatos iam chegando. Alguns, mais preparados, afirmavam que era a quarta edição da prova que participavam, já outros vagueavam absortos, como o gif do ator John Travolta em cena do clássico do cinema, Pulp Fiction, que volta e meia retorna nas redes sociais.