Secretaria da Saúde alerta sobre a proliferação do mosquito da dengue

2015-04-10_190211
Bento Gonçalves teve o registro de dois casos de dengue, em 2018, e apenas um caso, em 2019. No ano 2020, não foi registrado nenhum caso da doença. Foto: Reprodução

Em maio foram detectados 11 novos focos do Aedes Aegypti

A Secretaria da Saúde de Bento Gonçalves alerta a população sobre a proliferação de casos de foco do Aedes aegypti em diversos pontos da cidade. Somente no mês de maio foram detectados 11 novos focos do mosquito transmissor da dengue, zika, chykungunya e da febre amarela urbana.

Até o mês de abril, foram encontrados 57 focos do mosquito nos bairros Santo Antão, Santa Rita, Fátima, Licorsul, São Francisco, Barracão, Santa Marta, Progresso, Ouro Verde, São Roque, Santa Helena, Eulália, Pomarosa, Universitário, Cidade Alta, Progresso, Conceição, Ouro Verde, Fenavinho e Botafogo.

Em fevereiro foi registrado o primeiro caso de Chikungunya na cidade. A médica veterinária da Vigilância Ambiental, Analiz Zattera, reforça que é preciso estar atento e manter os ambientes limpos, evitando deixar água parada. Bento Gonçalves teve o registro de dois casos de dengue, em 2018, e apenas um caso, em 2019. No ano 2020, não foi registrado nenhum caso da doença.

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele tem, em média, menos de 1 centímetro de tamanho, é escuro e com riscos brancos nas patas, cabeça e corpo. Com hábitos diurnos, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer, o inseto (apenas a fêmea) se alimenta basicamente de sangue humano. A reprodução do inseto acontece em água parada (limpa ou suja), onde os ovos são depositados.

Os principais sintomas da dengue são:
Febre alta (maior que 38.5°C) de início abrupto e que dura entre 2 e 7 dias
Dores musculares intensas
Dor ao movimentar os olhos
Mal-estar
Falta de apetite
Dor de cabeça
Manchas vermelhas no corpo
Ao apresentar os sintomas, é muito importante procurar a Unidade de saúde mais próxima, para diagnóstico e tratamento adequados.

Sintomas da zika
Febre
Erupção cutânea
Dor de cabeça
Dor articular
Conjuntivite (olhos vermelhos)
Dor muscular.
Sintomas da Chikungunya
Febre alta, superior a 39º C que surge de forma repentina;
Intensa dor e inchaço nas articulações que pode afetar os tendões e ligamentos;
Pequenas manchas vermelhas na pele que surgem no tronco e por todo o corpo incluindo a palma das mãos e plantas dos pés;
Dor nas costas e também nos músculos;
Coceira por todo o corpo ou somente nas palmas das mãos e plantas dos pés, podendo haver descamação destes locais;
Cansaço excessivo;
Hipersensibilidade à luz;
Dor de cabeça constante;
Vômito, diarreia e dor abdominal;
Calafrios;
Vermelhidão nos olhos;
Dor atrás dos olhos.

Sintomas da Febre Amarela urbana
início súbito de febre;
calafrios;
dor de cabeça intensa;
dores nas costas;
dores no corpo em geral;
náuseas e vômitos
fadiga e fraqueza.

Dicas de prevenção:
Não deixar acumular água parada em nenhum utensílio;
Manter tonéis bem tampados;
Lavar semanalmente com escova e sabão na parte interna dos tanques;
Deixar as caixas d’água bem tampadas;
Remover folhas, galhos, que tendem a cair mais e acumular água da chuva;
Deixar limpas as calhas;
Não deixar acumular água nas lajes;
Nos pratinhos de flor, tentar fazer substituição com areia até a borda;
Guardar pneus em locais cobertos;
Ensacar o lixo;
Deixar as lixeiras bem tampadas;
Guardar as garrafas com os gargalos para baixo;
Fazer a manutenção de piscinas, deixando-as tapadas;
Colocar uma telinha fina nos ralos que não é possível abrir, ou usar solução com Q-boa uma vez por semana.
Verificar semanalmente vasos sanitários que estão sem uso, deixando-os cobertos;
Limpar as bandejas de ar-condicionado, que pode acumular água;
Cuidar com lonas mal dobradas, que podem acumular água. Manter um ambiente sempre limpo e bem cuidado afasta insetos e ratos.